Oratorium Age's

Constantinopla By Night
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Taverna "The Drunken Huntsman"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 450
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Qui Abr 19, 2012 6:35 am



18:00

Thomas abriu a Taverna um tanto mais cedo aquela noite, pois a noite passada não havia sido proveitosa. Gostaria ele de recobrar todo prejuizo que tomara, pois as vendas haviam sido bem escassas. Como de costume, destrancava as portas, abria o cortinado, arrumava as mesas, o balcão. Na estante organizava algumas garrafas feitas com couro de animal. O famoso hidromel, era posto em barris ao lado do vinho. Os aperitivos variavam de batatas ao alho a azeitonas em conservas. O prato principal para aquela noite era um belo javali ensopado. Raramente ele punha comidas tão pesadas, mas aquela noite era especial.

A Taverna ficava a alguns quilometros da cidade, e muitos que passavam por aquela estrada deixavam se encantar pelos braços de baco. Mas Thomas sempre regrava a situação para preservar seu estabelecimento e logicamente o que era mais de importante em sua vida, sua sobrinha Katherine. Logo já estava tudo preparado para aquela noite, e não demorou para que sua sobrinha viesse dos quartos aos fundos até a escada em espiral que dava ao centro da taverna

_Boa noite querida! Dormiu bem?

Falou Thomas enquanto limpava algumas canecas.
.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Katherine Woodchester

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/04/2012

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sex Abr 20, 2012 8:58 pm

Assim que os últimos raios de sol começavam a descer no horizonte eu acordei, era um tanto estranho seguir esse regime de sono contrario aos demais, mas devido a taverna era necessário . Levantei calmamente me esticando abrindo a janela em seguida para ver a noite vencer o dia mais uma vez. Segurei a pequena cruz presa no colar em meu pescoço e fechei os olhos um instante fazendo uma breve oração agradecendo por poder acordar para mais um dia concluindo pedindo a proteção divina. Suspirei suave me sentindo bem e caminhei até o recipiente com água em meu quarto me banhando delicadamente para então colocar um vestido branco simples para começar minhas tarefas na taverna.

Desci as escadas observando que já estava tudo a ponto de começar a atender os clientes, uma atitude comum do meu tio quando as noites andavam meio fracas de movimento. Sorri quando ele perguntou se eu tinha dormido bem e falei doce:

-- Sim Tio, dormi muito bem....e o senhor?

Me aproximei aplicando um beijo na bochecha dele e começou a ajudá-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 450
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sex Abr 20, 2012 9:35 pm

18:20

Os dias eram mais longos naquela época, as noites caíam rápidas, e mesmo a insegurança que essa proporcionava dela também vinha o sustento de Thomas e Katherine. Thomas ficava praticamente o dia todo acordado, dormia pela parte da manhã e nunca deixava Katherine sozinha na taverna. Algumas vezes que precisava se ausentar levava a sobrinha com ele e fechava a taverna. Os camponeses trabalhavam a maior parte do dia, portanto buscavam diversão apenas ao por do sol. Os soldados que vinham de viagem costumavam passar por la antes de irem a Constantinopla, e gastavam muito. Desde refeições até embriagar-se.

_Querida, hoje por ser um dia especial vamos fechar mais cedo a taverna, por esse motivo quis que voce me ajudasse mais pelo período da noite. Não quero que se esforce muito, tudo bem?

Thomas tinha uma surpresa para a sobrinha ao terminar todo o trabalho e queria ele sua ajuda para o momento de mais movimento na taverna (noite). Logo, alguns pedaços de trapos foram dados a ela para que limpasse as mesas enquanto ainda não chegara nenhum cliente.

_Já venho Kath, vou ali na cozinha buscar pães, qualquer coisa é só me chamar.

Alguns minutos depois que Thomas sai, a porta da taverna se abre. Um homem entra, alto e de barba por fazer, parece ser um mensageiro à principio. Ele escolhe uma mesa, e aguarda para ser atendido.
.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Katherine Woodchester

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/04/2012

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sab Abr 21, 2012 1:08 am

Olhei meu tio com uma expressão de indagação quando ele falou que era um dia especial e que fecharíamos mais cedo hoje, porém eu sabia que não arrancaria nenhuma informação dele por enquanto que pudesse antecipar o que planejava. Logo em seguida sorri divertida com ele falando para que eu não me esforçasse muito, coloquei minha mão na cintura e olhando para ele falei fingindo certa indignação:

-- Ei , ei quem deveria estar falando para que não se esforçar era eu para você.... afinal eu que sou a nova aqui, ok?

Estirei a língua de brincadeira observando a expressão dele e logo peguei os panos que me entregava para eu começar a limpar as mesas. Comecei o serviço calmamente simplesmente fazendo um som de concordância quando ele falou que ia buscar pães. Continuei por alguns minutos limpando as mesas até que observei um cliente entrar na taverna, não era uma das pessoas que freqüentavam ali normalmente e as roupas indicavam que era algum tipo de mensageiro. Deixando os panos sobre uma cadeira da mesa que estava limpando me aproximei da mesa que o homem havia escolhido e de forma doce falei:

-- Boa noite senhor, bem vindo ao The Drunken Hunstman...hoje o nosso prato principal é javali ensopado e temos uma boa variedade de bebidas para acompanhar... o senhor deseja pedir algo já?

Esperei o observando de forma educada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 450
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sab Abr 21, 2012 5:36 am

18:30

A taverna não era muito grande, tinha por volta de oito mesas possuintes de quatro cadeiras cada. Um pequeno palco para apresentações teatrais ou musicais; apesar de serem raros. Ao fundo ficavam o balcão e a adega. Alhos pendurados por todo o lado, e um crucifixo acima da entrada. Thomas não era religioso mas respeitava a escolha do sobrinha e até incentivava. Ele da um sorriso quando ela mostra a língua e faz um gesto como se quisesse dizer: "estou de olho sua engraçadinha".

O homem ao entrar e ser atendido por Katherine responde com um sorriso no rosto, enquanto deixa toda sua bagagem no chão ao lado da mesa. Faz um suspiro, e retoma sua atenção para a garota.

_Boa noite! De momento vou querer apenas alguns pães. Não pude deixar de notar sua conversa e vi que o senhor que entrou disse que iria busca-los. Pães frescos são sempre bem vindos para quem os come amanhecidos por dias na viagem.

O homem era polido e educado, até mais do que seus trajes revelavam.

_A propósito, gostaria de falar com o dono do estabelecimento, tenho algo de importante à dizer. Se ele estiver disponível agora, mas se não, eu posso esperar até que ele venha.

Outro sorriso se estampou no homem, e ele jogava a cadeira para trás para obter mais espaço e conforto.


.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Katherine Woodchester

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/04/2012

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sab Abr 21, 2012 8:58 pm

A resposta do homem não tarda e como eu pensava inicialmente ele era um viajante, bem que por onde a taverna estava localizada isso não era algo lá muito complicado de adivinhar, só faltava saber se ele era realmente algum tipo de mensageiro...bem, educado pelo menos ele era o que seria algo mais raro em algum tipo de soldado ou pessoal mais do tipo “brutamontes”. Porém o que realmente me deixou curiosa foi a conclusão dele sobre precisar falar com o dono do estabelecimento, que tipo de mensagem será que ele tinha para o meu tio? Demorei um segundo a mais para o responder então ainda o encarando de forma suave falei:

-- Ahh sim o dono do estabelecimento é o meu tio, o homem que foi buscar os pães e estava falando comigo....ele já deve estar voltando... enquanto isso o senhor gostaria de beber algo pelo menos?... O hidromel é realmente bom...

Olhei para o corredor que meu tio havia seguido e voltei a encarar o homem educadamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 450
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sab Abr 21, 2012 9:51 pm

18:35

Enquanto Katherine conversava com o estranho, Thomas vem do fundo com uma cesta de pães. Ele deixa a cesta em cima do balcão. Percebe tambem que Katherine olha em sua direção e decide ir até o encontro dela para ver se precisa de algo por aquele momento. O homem responde a pergunta da jovem garota:

_Ah então ele é o dono do estabelecimento. Que bom, não precisarei aguardar tanto tempo então. E sobre a bebida, sinto mas vou ter de recusar, somente o pão mesmo, talvez eu peça o prato especial depois.

Thomas chega próximo a mesa, cumprimenta o homem e olha para a sobrinha. Precisando de algo senhor?

_Sim, gostaria de conversar com vocês. Já que ela é sua sobrinha então indiretamente é dona do estabelecimento também. Mas indo direto ao ponto, estou à alguns dias de viagem, e tenho escutado muito que por essas áreas estão acontecendo inúmeros assaltos e mortes aos peregrinos e mensageiros. Eu gostaria de pedir-lhes um abrigo por essa noite pelo menos. Posso pagar!

Thomas olha para o homem depois olha para Katherine, pois também esperava uma resposta de sua sobrinha, era algo que deveriam decidir juntos. O silêncio reina até que alguém se pronuncie.

.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Katherine Woodchester

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/04/2012

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Sab Abr 21, 2012 10:20 pm

Enquanto o homem me respondia vi que o Tio Thomas já se aproximava com os pães que ficavam sobre o balcão. Achei interessante o fato dele recusar a bebida, afinal as pessoas que vinham a taverna normalmente era mais pela bebida que pela comida em si. Enfim talvez eles estivesse tão faminto que nem pensasse em bebida naquele instante e logo o meu tio já chegava perguntando se o homem precisava de algo mais. O homem logo respondeu com educação que sim, logo me incluindo quando a decidir sobre o pedido dele que veio em seguida sobre repousar uma noite ali já que havia ouvido falar de assassinatos e roubos até o caminho restante para Constantinopla. Meu tio não costumava hospedar alguém ali, porém o homem parecia realmente preocupado se precisasse prosseguir aquela noite, seria errado não o ajudar além que Deus espera que amemos o nosso próximo como a nós mesmos....se eu tivesse na situação do homem com certeza iria querer muito que me deixassem ficar...então suavemente respondi olhando do homem para o meu tio.

-- Tio Thomas talvez seja bom nos o hospedar pelo menos por essa noite, assim amanhã ele pode prosseguir a viagem tranquilamente de dia....

Voltando a olhar o homem conclui:

-- Porém somos simples....as acomodações são modestas...

Encolhi os ombros um pouco e esperei um instante a resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 450
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   Dom Abr 22, 2012 3:06 am

19:30

Thomas pensa por um tempo, ele desde sempre temeu pela segurança de sua sobrinha. Ela era uma alma boa, com coração puro. Ele por sinal, não dava confiança as pessoas, um defeito que mesmo Katherine já havia o advertido. Depois de alguns segundos, ele olha para a sobrinha com compaixão e volta sua face ao homem dizendo:

_Tudo bem! Por esse noite sim, mas não temos condições de mante-lo por mais tempo que isso. E precisara ficar no quarto de dispensa, pois minha casa é pequena.

O mensageiro da um grande sorriso, e uma batida na mesa (delicadamente) pra expressar sua alegria. Thomas era um homem simples, e mesmo que não tivesse a fé que sua sobrinha possuía fazia o possivel para agrada-la. Pois ele também temia a Deus, e ansiava em ter seu galardão depois da morte. Logo em seguida, Thomas lhe trouxe pão, e vinho como cortesia. O homem se alimentou, agradeceu satisfeito, e depois começaram a conversar. Ele contou que trabalhava para comerciantes romanos e que era a primeira vez que vinha a Constantinopla, estava muito feliz, mas também preocupado com a situação e sua segurança. Disse ter ouvido que uma Caravana havia sido atacada por lobos ferozes proximo a muralha de Theodosius.

Thomas voltou ao trabalho, pois já começavam a chegar os primeiro clientes, e antes que começasse a lotar, pediu para que Katherine mostrasse a casa ao viajante, disse para ela também que fosse rápida e mostrasse só o necessário. O homem se levantou com a bagagem e sorriu para Kath dizendo "vamos, estou pronto e cansado, seria bom me deitar já esse horário".

Offline;
Spoiler:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Taverna "The Drunken Huntsman"   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Taverna "The Drunken Huntsman"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Oratorium Age's :: RPG :: Vampiro a Mascara :: Crônicas Livres - Humanos :: Humanos-
Ir para: