Oratorium Age's

Constantinopla By Night
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mediações Feudais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Mediações Feudais   Qua Abr 18, 2012 12:37 am



18:00

O sol se põe, o horizonte alterna sua cor de um amarelado pálido até se tornar escuro e vazio. A lua quase não era vista, pois as nuvens encobriam-na totalmente. Ao longe, de cima de umas das várias colinas daquele feudo era possível ver, as tochas sendo acesas pelos centuriões de Constantinopla. Seu clarão fazia um círculo quase que simétrico por cima dos muros, alguns diziam que reluzia tanto quanto os olhos do imperador. Mas ao longe pareciam apenas pequenos vaga-lumes. Um fascínio poético e exuberante.

Elena repousava, e o silêncio que acometia seu descanso era quase que sagrado. Seu aposento mantinha um local de privilégio, pois no segundo andar tinha uma ótima vista. Construção cheias de adornos e requintes. As janelas ficavam sempre fechadas a pedido de seu Senhor. Mas assim que anoitecia eram sempre abertas por algum servo, de forma discreta.

Naquela noite o ar parecia mais frio que o de costume e uma névoa desfilava por entre o quarto. Não demorou para que todo aquele cenário confortável e aconchegante fosse maculado pelo som, que vinha de fora. Som este revelando uma briga entre animais, era quase que insuportável. Logo, Elena devido a tal, desperta de seu sono.


.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 1:25 am

Na vida e na morte tudo é uma troca, Ao evoluir além da Humanidade, uma estirpe completamente nova, fui abandonada pelo Sol. Eles dizem que isso é uma das Maldições de Cain. Bom, que o Diabo e Cain se divirtam no Inferno enquanto eu me divirto em minha noite eterna. Acredite em mim querido, não da ném pra sentir falta da porcaria do Sol.

Meu quarto de quando mortal era meu Refúgio, meu santuário e meu feudo. Sangue? Há um rio de sangue no Feudo abaixo, rezando para que eu beba dele. Proteção? No segundo andar do Castelo do meu senhor nada me atinge e sentiria muito prazer de provar isso a quem pense o contrário. A Estabilidade que tantos neófitos sem estirpe buscam fora me dado e a mim bastava apenas desejar mais do que isso e não menos.

Havia é claro, Servos... Inúmeros. Aqueles que parecem cães. Almas torturadas raptadas do feudo para servir nossas vontades, aqueles que parecem homens, a familia Doukas e entre outras. alguns necessários outros descartaveis. Tais problemas que me despertára, Os lençois eram postos de lado e sorria ao sentir o abraço frio da noite em meu corpo nú. Uma noite para se deleitar se não fosse os barulhos desagradaveis que me despertará. Olhava para a entrada do quarto apenas para verificar que, de fato. Não havia nenhuma serva ali, pronta para realizar meus capichos. Ia até a janela tentando observar o que acontecia, caso não pudesse ver do meu quarto, iria me cobrir com roupas de baixo e uma manta para entao verificar quem tivera o disprazer de me acordar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 3:02 am

18:10

A cada passo da jovem e bela garota, os sons de contensão eram maiores e mais ensurdecedores. Era possível de se ver que la haviam dois servos, que tentavam aparar uma briga entre animais. Eles temiam ser vistos pela senhora, poderiam receber castigos inimagináveis por perturbar o sono, isso era sempre bem definido pelo Senhor de Elena.

_Larga! Volta aqui seu pulguento! Os homens gritavam tentando conter a briga.

A briga se dava por dois cachorros que lutavam ferozmente por uma raposa. O animal tentava fugir mas a todo momento era pego pelas patas, em hora por um cão, em hora por outro. Houve momentos em que o pobre animal foi quase que divido ao meio quando os dois cães o pegaram, puxando um pra cada lado.

Era dificultosa a vista dos homens e mesmo dos animais se embrenhando. A neblina parecia mais densa, e tinha uma consistência estranha no ar.


.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 4:02 am

Aparecia na janela, me apoiando na alvenaria para encarar a razão daqueles sons irritantes. Dois idiotas, dois cães e uma raposa que deixou ser pega. A Maneira mais ridicula de se despertar numa noite. Minha atenção era roubada pela noite, uma neblina digna de regiões costeiras ficava cada vez mais densa dificultando que eu enxergasse os servos la embaixo. O Clima do ar ficava um pouco mais pesado, mas não pertubador... Apenas diferente.

Bom, Uma coisa paradoxal da vida eterna é que não existe pressa, mas também não há razões para perder tempo, eu havia acordado cedo não era mesmo? Por que não aproveitar o inicio da noite? retirava-me da janela e ia em direção a porta, a abrindo para que pudesse chamar alguma serviçal que estivesse próxima aos meus aposentos. --Separem os Mastins e ordene que os dois homens subam até meu quarto. Ordenaria para a primeira que eu visse e logo voltaria para meus aposentos, esperando que as ordens fossem cumpridas.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 5:12 am

18:15

Após muito lutarem, os cães finalmente mataram o animal, cada um levou consigo uma parte do bicho. Mastigavam ferozmente enquanto rosnavam a qualquer aproximação. Os homens, suavam, pois a pouco recebiam o chamado para que comparecessem aos aposentos de Elena. Não sabiam se corriam ou se aceitavam já o destino que poderia ser dado através do castigo de sua senhora. Um dos homens era baixo, gordo, com o cabelo ralo quase a careca na parte superior. Ja o outro, era um magrelao de cabelos enrolados e olhos grandes.

_Com sua licença.... inha senhora. - O som saiu baixo e quase que choroso.

Ao entrarem no quarto de Elena, eles parecem tremer. Mantinham seus olhos baixos, quase não se entre olhavam. Mesmo porque tal falta de postura só pioraria a situação dos serviçais. O medo era aparente, e eles aguardavam diante sua senhora.

.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 5:42 am

Enquanto era continuamente atormentada pelos sons irritantes dos Cães brigando no andar inferior, assistia a mim mesmo no espelho, escovando meus cabelos como se ainda fosse viva e eles precisassem de tais cuidados, talvez minha mania irrepreensivel de respirar e ser aquecida pelo meu sangue mantivesse tais costumes enraizados em minha mente.

Os servos não demoravam muito, não precisei me manter ocupada por muito tempo e debochava de deus quando os sons paravam. Meus olhos os examinavam de cima em baixo quando ambos entravam, não achava irritante a aparência sem graça de ambos, achava irritante sua postura. _Por acaso estou no chão? Os indagava obrigando os a olhar para mim. Aproximava-me deleitando do medo dos dois, gostava daquilo.

_Ajudem a me vestir. Tratava a situação com naturalidade e até mesmo sorria brincando com aqueles dois. Apontava para o gordo e o instruia em pegar minhas roupas e o vestido certo, divertia-me com aqueles dois enquanto me arrumava para o resto da noite e decidia o que fazer com eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 6:43 pm

18:25

Os dois homens procuraram agora, atender aos pedidos de Elena de forma rápida e eficiente. O homem gordo suave cada vez mais tentando reprimir-se de tal. Suas bochechas ficaram vermelhas ao ver sua senhora nua. O magrelo e desajeitado tropeçou algumas vezes ao receber a ordem, mas logo se recompôs.
Apesar de tudo, não demorou para que os dois ja aparentassem calma. O gordo corria pra buscar o vestido, esse, de cor vermelha e adornos dourados. Não entendia muito bem disso, pois havia sido designado a outra função, cuidar dos animais. Eles não estavam à vontade em fazer serviços das "ajudadeiras" jovens garotas que faziam justamente o que eles desempenhavam agora. Mas não estariam fora de suas sanidades se recusassem a ordem.

Foram aproximadamente dez minutos, escovando e arrumando Elena para que ela ficasse satisfeita, e que de alguma forma o infortúnio dos cães não fosse castigado. Era dificil de dizer, se, era a presença da senhora de fato, ou a atividade que eles exerciam, mas não demorou muito para que o gordo começasse a suar ainda mais do que já estava. Agora, suas mãos também tremiam, logo deixa a escova cair de suas mãos, o homem magro olha assutado sem parar de mexer nos cabelos de Elena.

Os olhos dele pareciam perder a direção, cambaleou algumas vezes, até tentou-se segurar na mesa, mas a tentativa foi em vão, e logo, estaria caindo ao chão como pedra.

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 9:15 pm

Os dois atrapalhados executavam bém sua função, Talvez eles tenham nascido para executar tarefas femininas não é? Pois claramente não eram capazes de cuidar dos Mastins de meu senhor. Talvez fosse função do Diabo corrigir os erros de Deus não é mesmo?

Com um pouco de dificuldade comum para quem nunca vestiu uma Dama antes, eu estava vestida como minha posição social e riqueza demandavam de mim, Um vestido luxuoso e caro. Bastava que eles escovassem um pouco meus cabelos enquanto eu pensava na punição apropriada. O Gordo começava a se desesperar, eu podia sentir. Eu sorria para ele e logo a escova batia no chão quebrando o Silêncio do quarto.

_Pare.

Anunciava para o Magrelo que mexia em meus cabelos, e logo olhava para o gordo no chão me afastando de seu corpo duro e indo até o outro lado da sala.
_Despeje-o no canil, e o despoje de suas roupas. Ordenava ao homem, Talvez fosse necessário que o gordo passasse algum tempo vivendo com os Mastins para que aprendesse a cuidar deles. Enquanto ao magricela, conseguia pensar uma coisa ou outra para ele. _Encontre-me na Masmorra para sua recompensa.

A Masmorra era talvez o ponto mais interessante do Feudo, aonde todos os servos aprendiam suas funções.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 19, 2012 10:00 pm

18:35

Elena não perdera sua postura tão classica, nem mesmo ao ver o gordo estatelado no chão, o magrelo logo se acelerou, pois não queria ser destinado a mesma situação do homem ali ao chão. Ele forçou umas duas ou três vezes para puxa-lo, pesava demais, mas ainda sim manteve-se firme e começou arrasta-lo pelos pés. Desceu os degraus até o canil, la encontravam-se os dois cães, que agora satisfeitos, pareciam dormir como gatos. Jogou seu companheiro entre eles, e o mesmo ficou na mesma posição em que caíra. O magrelo achou estranho, mas não foi relutante em sair logo de lá e ir ao encontro de Elena.

As escadarias que davam a Masmorra eram estreitas, úmidas. O homem descia lentamente, até a covardia agora lhe parecia estampar o rosto. Por um momento, lembra de não ter tirado as roupas do amigo, pensa duas vezes em voltar correndo, mas depois desiste, pois deixa-la esperando seria pior ainda. Enquanto anda, ele tosse algumas vezes, aquele ar parecia não lhe fazer bem. Depois de um caminhada, ele finalmente chega onde sua senhora havia pedido, e enquanto esfrega os braços para conter-se do frio, fita todo o ambiente de parede a parede, aguardando para que sua senhora se manifeste.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Sex Abr 20, 2012 12:15 am

Colocava a escova na Comôda e me olhava no espelho outra vez. O Que havia passado? uns 30 Minutos? ao menos a confusão servirá para que eu despertasse um pouco mais cedo do que o usual. Pressionava meus labios uns contra o outro e fechava a janela do quarto antes de sair.

Nos corredores do segundo andar questionaria a algumas das meninas que estão sempre prontas a me servir se o Senhor havia despertado, após a resposta começaria a descer lentamente as escadarias indo em direção ao nivel principal do castelo aonde eu buscaria alguns dos Guardas(Carniçais) de Theodolus para impor alguma ordem em suas vidas ridiculas. __Acorrente o idiota que me acordou, o tolo lhes espera nas masmorras.

Seria apenas mais um dentre muitos que são presos no Castelo, mas enganava a mim mesmo dizendo que este sofreria pouco
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Sex Abr 20, 2012 4:52 am

18:45

Isaac, esse foi nome dado por um grupo de nomades quando encontraram o garoto de pernas cumpridas e cabelos lisos. De onde viera, não importava, ele nem lembrava mais também, aquilo nunca havia sido importante. Pensou ele como viera parar naquele feudo, nem sabia também, seu passado, seu presente, todos tão irrelevantes...

Eram esses pensamentos que passavam na cabeça daquele servo enquanto esperava por sua senhora, sabia ele que algo de bom não estaria por vir. Era servo mas não era burro, pois até um animal perceberia. Mas achou melhor não fugir, demonstrar resistência iria antecipar apenas o sofrimento que passaria. Logo, pode ouvir os homens que entravam no calabouço, e ao se aproximarem dele, não resistiu, apenas esticou os braços, e foi acorrentado...

-------------------------------๑۩۞۩๑---------------------------------

Do lado de fora, a neblina ainda era densa, e parecia intensificar-se. Mas ainda sim é possivel de se ver um vulto esguio e alto. Ele se aproxima da entrada da varanda, carregando consigo uma lamparina. era Theodolus, que logo ao entrar num tipo que parecia ser uma sala de visita. Procura imediatamente por Elena. Alguns servos tentam faze-lo antes para que ele não espere por muito tempo.


Theodolus
Spoiler:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 26, 2012 7:36 am

Off:Mal demora, foram dias ruins pra RPG. e ainda nao digitei o post, mas prevejo algo pobre e curto, não tive muito o que digitar.

Assistia os guardas com um sorriso no canto do rosto, Minha mão segurava meu queixo enquanto tentava pensar rapido o que fazer com aquele sujeito, Podia, Mas não queria deixa-lo esperando. Com um pensamento ou outro que me agradava começava a me retirar do local para encontrar-me com o Servo incapaz. Até que minha atenção era requisita, Theodolus convocava minha presença. Talvez minha noite teria algo mais não é?

off:Imaginado e Realizado Laughing. mas agora vamos voltar aquela velocidade =P
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Qui Abr 26, 2012 8:01 pm

18:55

Theodolus estava sentado numa poltrona de madeira, em sua mão, algumas anotações as quais lia atentamente. Seus olhos passavam por cima de cada página, em seguida as deixa ao lado numa mesa. Não demorou até que Elena chegasse. Ele se levanta, e pede para ela se sentar, pois tinha um assunto a lhe falar. Theodolus não gostava muito de sair de seu refúgio, já possuía servos o suficiente para exercer o trabalho dele. Mas algumas vezes era necessária sua presença, pois deixar Elena a encargo da frente do feudo não era bom para a "segurança" ou melhor dizendo privacidade.

_Tenho alguns documentos em mãos que mostram supostos interesse de alguns senhores feudais em nossas terras. Principalmente próximo ao moinho. Eu não pretendo entrar em acordo de momento, e gostaria que soubesse sobre essa minha decisão.

Thedosius pareceu um tanto irritado com as papeladas, e deixou-as próximo de Elena para que ela conferisse, apesar de não ter nada demais ainda sim não demonstrou bom grado pelo que havia lido.

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Elena Doukas

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 16/04/2012

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Sex Abr 27, 2012 6:21 am

La estava o senhor, que ninguém me ouça!. Theodolus mais parecia um Nobre sentado com documentos ao seu lado, Reverenciava e me sentava ao seu lado para ouvi-lo. Um absurdo comum, a Nobreza nunca teve escrupulos. De tempos em tempos aparecia documentos forjados desejando as terras seculares de minha Familia e de meu Senhor. a ganância era a razão da queda destes homens. __Como sempre, não vão conseguir ném uma pedra. Dizia para o Ancião enquanto analisava os documentos. Se era suficiente para irritar o Voivode, talvez eu devesse ficar irritada também. Oficialmente eram terras de minha Familia. __Meu senhor deseja que eu deixe tais homens desinteressados em vosso dominio? Perguntava ao meu senhor enquanto mordia os labios.


Off:So vi agora =P
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leyryel
Admin
avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   Sab Abr 28, 2012 4:33 am

19:00

Theodolus começa a andar pela sala. Seus pensamentos parecem procurar uma resposta imediata à Elena sobre aquela situação. Ele ouvira que os Mikaelitas estavam com interessa em grande parte de suas terras, e não era bom contraria-los. Mas ele nunca se importou com tal. Não gostava de dar o braço a torcer para os seguidores do Principe, ele mesmo nunca se dera bem com Michael e nem seus súditos mikaelitas.

_Espero algo de ti Elena, quero que prepare uma carta, em respostas aos Mikaelitas. Marque um encontro ou algo do tipo, quero que voce me represente. Escolha um local adequado dentro do feudo, mostre a eles quem somos, mas seja sutil. O simples fato de serem atendidos por uma mulher já lhes será uma afronta. Prepare tudo o quanto antes...

Theodolus foi bem direto em seu pedido, e raramente ele enviava Elena para tais afazeres, mas ali era como mexer num vespeiro, ele conhecia a influencia dos Mikaelitas em toda a cidade, e nunca aceitou que fosse oprimido por eles. O seu espaço era sagrado, e ele sempre o mantinha intacto.

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://constantinopla.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mediações Feudais   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mediações Feudais
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Oratorium Age's :: RPG :: Vampiro a Mascara :: Crônicas Livres - Cainitas :: Vampiros-
Ir para: